Juíza obriga prefeito de Coração de Maria a nomear aprovados em concurso de 2016

Uma decisão judicial obriga a Prefeitura de Coração de Maria
a nomear os servidores aprovados em concurso público feito ainda em 2016. A
decisão da juíza Alcina Mariana da Silva Góes Martins estabelece multa de R$ 5
mil diário por cada servidor contratada ou mantido sem concurso público.
Deferiu uma ação do Ministério Público que acusa a Prefeitura de contratar
funcionários para funções estabelecidas aos concursados. A liminar do MP pede a
convocação até o dia 30 de março e o desligamentos imediato dos prestadores e
cinco dias para iniciar as nomeações.

admin