“Ele matou minha filha”, diz mãe de jovem encontrada morta em presídio

A mãe da jovem Amanda Teixeira, de 23 anos, encontrada morta em uma cela, no último sábado (15), no Centro de Detenção Provisória de Osasco, na região metropolitana de São Paulo, disse, em depoimento à polícia, que o ex-companheiro da vítima havia prometido dar uma “surra” nela.

Amanda havia terminado o relacionamento com o ex, um dos detentos, através de uma carta, e foi levar a filha para visitar o pai na prisão.

Segundo testemunhas, a vítima foi encontrada na cela, inconsciente e respirando com dificuldades. Ela foi socorrida para o Hospital Regional de Osasco, mas já chegou sem vida.

“Eu tenho certeza que foi ele quem matou a minha filha dentro da cadeia”, disse a mãe da jovem. “Essa não foi a primeira vez que ele bateu nela. Por isso ela terminou com ele”, revelou, em depoimento ao R7.

A Secretaria de Administração Penitenciária informou, em nota, que a mulher não apresentava marcas e lesões aparentes. Um exame necroscópico será realizado para detectar a causa da morte. As informações são do site R7.

admin