Saída de cubanos do Mais Médicos é aprovada por 70% dos brasileiros, aponta pesquisa

Os brasileiros aprovam a saída dos médicos cubanos do Programa Mais Médicos, aponta um levantamento feito pelo instituto Paraná Pesquisas. Do total de entrevistados, 70,8% aprovam a mudança e 24,8% desaprovam a decisão do governo de Cuba, justificada pelas declarações feitas pelo presidente eleito Jair Bolsonaro em relação ao programa criado no governo de Dilma Rousseff. A pesquisa perguntou ainda sobre a percepção quanto ao preparo dos médicos brasileiros em relação aos médicos cubanos. A maioria, 56,7%, afirmou que os profissionais brasileiros são mais bem preparados; 31,7% acreditam que os médicos das duas nacionalidades são igualmente preparados. Já 6,8% disseram que os brasileiros são menos preparados que os cubanos. Aqueles que não souberam opinar ou não responderam somaram 4,7%. Sobre o preenchimento das vagas deixadas pelos cubanos em municípios mais distantes dos grandes centros, 63,6% dos entrevistados acreditam que todas serão preenchidas. Na última quinta (29), o Ministério da Saúde informou que dos 8,3 mil médicos que já estão aptos a se apresentarem aos seus novos postos de trabalho, 53,3% escolheram cidades com maior vulnerabilidade. O levantamento foi realizado online e tem grau de confiança de 95% e margem estimada de erro de aproximadamente 2%. Foram entrevistadas 2.138 pessoas em 172 municípios de 26 estados e no Distrito Federal, entre 23 a 26 de novembro.

admin