“Sou ladrão e vacilão”: jovem que teve testa tatuada é preso novamente

Ruan Rocha da Silva, 18 anos, o jovem
que teve a testa tatuada em 2017 com a frase “Sou Ladrão e Vacilão” foi preso
na madrugada de quinta-feira (14/02). Na época da ocorrência que ganhou
repercussão nacional, ele tentou roubar uma bicicleta. Desta vez, Ruan foi
flagrado furtando R$ 20, um moletom e um celular em uma unidade de Saúde de São
Bernardo do Campo, interior de São Paulo.
Velho conhecido
da polícia, o rapaz também havia sido preso em flagrante, em Mairiporã (Grande
SP), no mês de março do ano passado, acusado de tentar roubar tubos de
desodorante de um mercado. A frase “eu sou ladrão e vacilão” foi tatuada em 31
de maio de 2017 após acusação de roubar uma bicicleta.
O tatuador
Maycon Wesley Carvalho dos Reis, 28 anos, e o seu amigo Ronildo Moreira de
Araújo, 30, foram presos em flagrante após divulgarem vídeo, na internet. Eles
foram julgados em fevereiro de 2018 e condenados por lesão corporal e
constrangimento ilegal (mas não tortura). O primeiro foi condenado a três anos
e quatro meses de prisão em regime semiaberto; o segundo pegou três anos e 11
meses. Advogados de Ruan afirmaram, à época, que ele estava alcoolizado e
drogado, viu a porta aberta, entrou e foi pego. Na época, Ruan foi internado em
clínica de reabilitação para tratar vício em álcool e crack. Chegou a fazer
sessões de remoção da tatuagem.

admin