Cerca de 70 mil pessoas participam da Caminhada do Perdão em Feira de Santana e celebram a paz e o amor ao próximo

O sol forte e o calor deste domingo (17), não foram empecilhos para que milhares de pessoas participassem da 7ª Caminhada do Perdão em Feira de Santana. Os fieis saíram da igreja dos Capuchinhos e percorreram várias ruas e avenidas da cidade até chegar a igreja do Jardim Cruzeiro.
Acompanhados por um trio elétrico, caminharam um trajeto de seis quilômetros, celebrando a fé, a paz, o amor ao próximo e o amor de Deus. O frei Mário Sérgio disse em entrevista ao Acorda Cidade que cerca de 70 mil pessoas participaram da caminhada ao longo de todo o percurso. Um número de fieis superior ao ano passado e que segundo ele, aumenta a cada edição.
O frei explicou que o perdão tem vários benefícios e é o caminho do exercício prático do amor e perdoar não é só o ato psicológico, perdoar é estar bem com a consciência, bem com o coração. Observar o mandado do Senhor que diz: “Amai a todos inclusive aos seus inimigos”. Ele frisou que o perdão e o símbolo do amor, do perdão de Jesus que tanto sofreu e pediu que todos fossem perdoados.
“Além do grande significado espiritual que é uma reconciliação com Deus a ciência está para dizer os benefícios do perdão e inclusive os males. Inclusive câncer é originário da falta de perdão. Então perdoar faz muito bem a quem libera o perdão do que o quem recebe. Quando a gente não perdoa, primeiro, nos afastamos da graça de Deus. Porque Deus é amor, Deus é perdão. Segundo, nós adoecemos, não tem uma alma saudável guardando ódio, mágoa e ressentimento. Liberar o perdão é imprescindível para a saúde psicológica, emocional e espiritual”, comentou.
O frei informou também que cerca de 39 paróquias da arquidiocese de Feira de Santana marcaram presença na Caminhada do Perdão. Todo o valor arrecadado com a venda das camisas do evento será revertido para ajudar instituições filantrópicas ligadas a igreja.
O arcebispo de Feira de Santana Dom Zanone Castro, ressaltou que o perdão pode ser entendido como a reconciliação com Deus e uma oportunidade de viver em comunhão com a presença divina. O perdão faz com que as pessoas cresçam no conhecimento de Jesus e no caminho de amor, bondade e fé proposto por ele.
“O perdão dá sentido a vida, reintegra o corpo do Cristo, da uma realidade nova a pessoa e quem perdoa sai muito mais fortalecido. É preciso acender o perdão de Deus. Ele vem de Deus, mas exige de nós aceitação, empenho e coração aberto”, afirmou.
Célia Maria Salomão Campos pela sétima vez participou da Caminhada do Perdão em Feira de Santana. Neste domingo, ela enfrentou o sol forte, o calor e mostrou que a sua vontade de reconciliação com Deus supera qualquer obstáculo. Ela disse que a Caminhada do Perdão representa em sua vida paz, harmonia e amor.
Ela já teve a oportunidade de praticar o perdão e contou que ficou muito grata de poder ficar em paz.
“O perdão para mim é deixar de ofender alguém. Já perdi perdão e isso me fez muito bem. Deu um novo sentido para minha vida”, finalizou.
Com informações e fotos do repórter Ed Santos do Acorda Cidade. 

admin