Caseiro constrói quartinho de bambu e comove filha que não tinha lugar para estudar

Família mora em um casa pequena em Petrópolis, RJ, onde Gisele divide o quarto com dois irmãos. Percebendo a dificuldade da filha, Paulo Cassim providenciou o espaço no quintal: ‘Ali é reservado, ninguém perturba’.

Gisele Cassin tem 21 anos e mora em Petrópolis, na Região Serrana do Rio, com os pais e dois irmãos. Bolsista do sétimo período de Direito, ela também sonha em passar para um concurso público, mas vinha enfrentando dificuldades para se concentrar nos estudos por falta de espaço e privacidade em casa.

Vendo a filha se deslocando do quarto, onde divide com dois irmãos; para a varanda, onde faz frio à noite e tem o barulho dos carros na rodovia; ou para a cozinha, onde ela precisava esperar todos irem dormir para estudar; o caseiro Paulo Cassim resolveu construir um quartinho de bambu no quintal.

“Eu percebia a dificuldade que ela tinha, então tive a ideia de limpar aquele espaço, cortei os bambus, amarrei com arame e montei o local. Ali é reservado, ninguém perturba”, contou Paulo ao G1.

O quartinho de bambu foi decorado com canecas, canetas e murais. Com relação ao mobiliário, Gisele revelou que foi tudo reutilizado.

“Por dentro colocamos panos por causa do frio. A mesa branca achamos em um lixo perto de casa. Tudo foi reciclado e o quarto é muito fofinho”, disse a estudante


Sobre a iniciativa, ela disse: “Foi uma surpresa e um presente que ele me deu. Meu pai sempre me incentivou a estudar. Quando eu fico desanimada, lembro do esforço dele. É muito gratificante e incrível ter o pai que tenho”, disse Gisele.

A história do quartinho de bambu ganhou repercussão na internet depois que a jovem fez uma publicação em sua página na rede social, onde coloca a rotina de uma estudante de concurso.

Redação CN