Safadão recusa acordo com Mileide, e processo de R$ 900 mil continua

Ex-mulher queria que cantor divulgasse nota negando que ela comandou exército de fakes.

Wesley Safadão e Mileide Mihaile se encontraram em um tribunal nesta terça-feira (24) em um processo movido pela ex do cantor. Sem acordo, o caso segue sem definição.

O cantor foi ao Fórum de Fortaleza acompanhado pela mãe, Dona Bill, e pela mulher, Thyane Dantas. A assessoria do cantor divulgou nota. “A família foi disposta a conciliar, no entanto, os termos do acordo proposto não foram possíveis de ser atendidos, e o processo segue curso em Justiça”.

Safadão explicou porque negou um acordo proposto por Mileide. Ele falou do tema pelo Instagram. “Ela fez três pedidos. O primeiro era que um não falasse mais do outro. Isso é tudo o que mais queremos, viver em paz. O segundo ponto não tivemos como atender, pois ela pede que a gente faça uma nota pública afirmando que ela não chefiou ou incentivou grupos de perfis fakes a atacarem minha família nas redes sociais, e isso não podemos fazer, pois existe uma investigação na Justiça sobre isso e só a Justiça vai poder afirmar se ela tem ou não os perfis fakes. O terceiro ponto era que nós pagássemos os advogados dela, o que também não achamos correto, pois ela que entrou contra a gente na Justiça, então cada um deve pagar o seu”, diz.

“Busco me preservar ao máximo possível. Foco na minha família, na minha carreira. Minha mãe e minha esposa também estavam presentes nessa audiência. O pouco que eu vejo (dos fakes) me deixa muito mal. Prefiro não olhar”, continuou. “Esse momento foi muito bom, porque tive a oportunidade de esclarecer vários pontos para a juiza, falar sobre vários pontos do processo. Muitas vezes as coisas vão à público e infelizmente acabam sendo destorcidas. Tenho certeza de que a Justiça de Deus vai prevalecer.”

Mileide se pronunciou através de uma nota enviada pela assessoria. Diz que a audiência correu “de maneira pacífica”, mas não houve acordo. “Mileide está em paz com suas ações e com a maneira com a qual conduz sua vida pessoal e profissional e esclarece que sempre que comparece às audiências tem a intenção de firmar acordo justo e colocar fim em qualquer embate entre as famílias e apenas seguir a sua vida em paz com o filho”, afirma a nota.

O texto diz que Mileide está à disposição da Justiça para fazer esclarecimentos sobre os perfis falsos na internet, afirmando que “não há fundamento nas acusações” que a ligam a essa ação. “As perseguições ainda acontecem. Esse processo é mais moral do que financeiro, pois fui acusada de ser responsável por ataques na internet e isso é mentira. Além disso, não abro mão da reparação dos custos gerados após as afirmações caluniosas e difamatórias contra mim. Eu apenas movi o processo porque fui alvo de acusações criminosas por parte deles”, alega.

Caso
Mileide processa Safadão, a mulher dele e a mãe. Um dos processos é por calúnia, injúria e difamação. O outro pede indenização de R$ 900 mil por danos morais. Ambas ações tramitam em Fortaleza.

O caso veio a público em fevereiro. Safadão afirmou que estava cansado da exposição, na época. “Cansado de novamente ter sua vida privada exposta por Mileide, que começou com toda essa exposição em junho do ano passado, o artista está surpreendido especialmente com o fato dela tentar nesse momento calar sua boca. Por quê? Não tendo nada para esconder, se coloca à inteira disposição da justiça para qualquer esclarecimento para que ponham um final nessa história tão desgastada”, dizia nota.

Para rebater, dias depois o cantor entrou na Justiça contra a ex, porque ela não teria autorizado o filho dos dois, Yhudi, a viajar com o pai para a França, onde iriam curtir o aniversário de Neymar.

Mileide afirmou que o garoto estava nos 15 dias do mês reservados a ela, além de estar em aulas. O menino não viajou para a França com Safadão.

Jornal Correio*

Redação CN