Parentes de deputado federal licenciado estavam em avião que caiu em Maraú (BA)


Parentes do deputado licenciado Guilherme Mussi estavam na aeronave que caiu e pegou fogo na pista de um resort em Barra Grande, distrito do município de Maraú, no baixo sul da Bahia, na tarde desta quinta-feira (14). O acidente deixou uma mulher morta, que ficou carbonizada, e nove feridos.

Segundo informações da assessoria de comunicação de Guilherme Mussi, a pessoa que morreu foi a irmã da esposa de Eduardo Mussi, que é irmão do deputado. A identidade dela não foi divulgada.
Também estavam na aeronave o filho da vítima, de 6 anos de idade, Eduardo e a esposa dele e o ex-piloto da Stock Car Tuka Rocha. Todos eles sobreviveram, ainda conforme a assessoria de Mussi.

Ainda não se sabe quem são as outras pessoas que estavam a bordo. Informações iniciais apontam que ao menos seis passageiros são familiares de Guilherme Mussi — o deputado licenciado não estava no avião.

Os nomes dos feridos confirmados até agora são:

-Eduardo Mussi (irmão do deputado Guilherme Mussi)
-Maísa Marques Mussi (mulher de Eduardo Mussi)
-Tuka Rocha

Todos os sobreviventes foram transferidos para Salvador, por meio de um avião e dois helicópteros do Grupamento Aéreo da Polícia Militar da Bahia (Graer).

Dos noves passageiros feridos, cinco foram levados para o Hospital Geral do Estado (HGE), sendo três homens (de 26, 33 e 38 anos), uma mulher de 27 anos e a criança de seis anos. Outros três foram para o Hospital Municipal e outra vítima foi encaminhada para o Hospital do Subúrbio, informou a Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab).

Do total de feridos, segundo o órgão, oito são adultos, sendo cinco homens e três mulheres, e uma criança do sexo masculino.

A assessoria de imprensa do deputado Guilherme Mussi informou que ele está a caminho de Salvador para acompanhar de perto o estado de saúde dos familiares.

Fonte: G1

Redação CN