Presa em cela feminina, mulher trans engravida detenta


Após alegar mudança de gênero na Justiça, um homem detido por violência contra a mulher ganhou o direito de ser colocado em uma prisão feminina, na cidade de Córdoba, na Argentina.
De acordo com a imprensa local, alguns meses depois, uma das detentas ficou grávida de Gabriela, como é conhecida. O caso aconteceu há duas semanas, mas só se tornou público no início de novembro, quando o advogado Juan Gacitúa concedeu entrevista ao programa “El show de la Mañana”.
“A lei é muito mais rápida do que a infraestrutura que o Estado pode fornecer”, disse o advogado, ao acrescentar que houve diversas reclamações de mulheres sobre o caso.
“O prisioneiro Gabriel mudou seu nome para Gabriela e o Serviço Penitenciário, por ordem de um juiz, o transferiu da prisão masculina para a prisão feminina”, disse Gacitúa.
“Isso é garantido por lei. Foi lá que ele fez contato com as detentas e engravidou uma delas”, concluiu o advogado.

Redação CN