Cadela morre abraçada ao dono após ter ataque em razão de fogos de artifício

Caso, que aconteceu na Argentina, causou comoção nas redes sociais

Uma cadela morreu abraçada ao dono após ter um ataque cardíaco em função de fogos de artifício, conforme contou a matricarca da família, Antonella Modasjazh, no sábado (14), em postagem no Facebook.

De acordo com o relato de Antonella, a mascote, chamada pela família de Magui, morreu nos braços do seu filho, que tentou amparar o animal. “Era velhinha e tinha terror a fogos de artifício”, disse a respeito da cadela.

“Enquanto os outros estavam se divertindo, ela estava passando muito mal”, completou. A família diz ter ligado para todos os veterinários da cidade de Esquel, na Argentina, mas nenhum teria atendido.

A postagem teve grande repercussão na rede social após ser compartilhada pelo grupo de voluntários Amigos dos Animais Esquel (ADAE). Até a tarde desta terça-feira (17), o post tinha mais de 13 mil compartilhamentos.

No post, a ADAE fez discurso contrário aos fogos de artifício, com dura crítica aos seus adeptos: “Manifestamos o nosso repúdio àqueles que causaram esta dor e nos solidarizamos com a família de Magui neste duelo inesperado e injusto. O que mais precisa que aconteça para entenderem que está errado?”, questionou o grupo.

NSC Total

 

Redação CN