Menina se emociona ao ver Papai Noel negro: ‘é da minha cor’

Se você acha que representatividade não importa, é porque não conhece a pequena Joelma

Se você acha que representatividade não importa, deveria parar tudo o que está fazendo para ler esta notícia.

Aos 9 anos de idade, Joelma Dias se deparou pela primeira vez com um Papai Noel negro em um shopping de Salvador, na Bahia. Ela parou para tirar fotos e bateu o maior papo com o bom velhinho.

Em entrevista ao portal BHAZ, a pequena conta que ver um Papai Noel da mesma cor que a dela foi algo especial. “Olha, eu achei muito divertido, bem diferente. Ele é muito parecido comigo, é da minha cor! Gostaria que os Papais Noéis fossem todos assim, achei legal demais”, conta Joelma.

A empolgação com o momento foi tamanha que ela não queria mais sair. “Tirei muitas fotos com ele, quero ir lá de novo. Perguntei pra ele se tinha recebido minha cartinha. Quero uma boneca LOL negra, com os cabelos cacheados iguais aos meus”, conta a menina, que volta a reforçar a importância da representatividade. “Esse é o primeiro Papai Noel que eu vejo que é escuro, que é da minha da cor”, completa.

Catraca Livre

Redação CN