Justiça decidiu: Mulher traída ganha indenização do ex e da amante

Uma mulher do Vale do Rio Doce, conquistou, em Primeira Instância, o direito de ser indenizada financeira e moralmente pelo rompimento de seu casamento dez dias depois da cerimônia. Os réus, o ex-marido e sua amante, deverão pagar à mulher R$ 50 mil pelos danos morais e R$ 11.098 pelos danos materiais. A decisão é do juiz Roberto Apolinário de Castro, da 2ª Vara Cível de Governador Valadares.

Andreia (os nomes foram alterados para preservar a imagem dos citados) conta que se casou no dia 19 de dezembro de 2009. Neste mesmo dia, logo depois da cerimônia, ela descobriu que seu marido tinha um caso com Letícia. Dez dias após esta descoberta eles se divorciaram, quando Ricardo foi morar com a amante e ainda levou bens materiais da casa: televisão, sofá, o rack da sala e a cama.

Andreia sustentou que a situação causou imenso constrangimento, aborrecimento e humilhação. Ela apresentou comprovantes demonstrando um prejuízo de R$ 11.098 com os preparativos do casamento e com a festa e solicitou reparação pelos danos morais no valor de, no mínimo, R$ 30 mil.

Já os amantes apresentaram defesas, a amante declarou que não poderia ser responsabilizada porque não teve culpa no fim da relação. Já o ex-marido disse que foi ele quem pagou as despesas, juntando aos autos notas fiscais de compra de material de construção.

Veja em nosso site : Advogado salva casamento de cliente com bilhete e faz sucesso na web

Mas o juiz Roberto Apolinário de Castro, entendeu que os danos moral e material ficaram comprovados pelos depoimentos de testemunhas e rejeitou a defesa dos amantes, visto haver nos autos provas de que, tanto no dia do casamento como nos primeiros dias de matrimônio, Letícia fez contato com a noiva dizendo ser amante do homem com quem ela casou. O vínculo entre os dois réus, para o juiz, ficou evidente no fato de que, antes mesmo do divórcio, eles passaram a viver juntos.

O juiz explica que Ricardo não respeitou a noiva ao traí-la e que Letícia não respeitou o relacionamento do casal. A amente demonstrou cinismo durante a audiência, de acordo com o que alega Roberto.

E você o que achou da decisão do juiz ? Comente

Elos.com

Redação CN