IML diz que corpo de miliciano morto na Bahia está apodrecendo

IML do Rio de Janeiro não dispõe de câmaras de congelamento de corpos

O corpo do ex-policial militar e miliciano Adriano da Nóbrega Magalhães está em processo de apodrecimento, segundo um documento enviado pelo Instituto Médico Legal (IML) à Justiça do Rio de Janeiro. O ofício foi assinado pela legista Luciana Lima, na última segunda-feira (17).

De acordo com o documento, o corpo havia chegado da Bahia “após iniciados os fenômenos de putrefação”, já que “o óbito ocorreu há mais de uma semana”. Ainda conforme a profissional, o IML “não dispõe de câmaras de congelamento de corpos” e que a única coisa que pode ser feita é a refrigeração dos corpos, a fim de retardar a decomposição, mas não evita-la.

O ex-PM foi morto em confronto com a polícia em Esplanada, na Bahia, no dia 9 de fevereiro.

Redação VN
[email protected]

Redação CN