DISCRIMINAÇÃO: Vitória é denunciado por homofobia contra torcedores do Bahia

O Vitória poderá receber uma punição inédita no futebol brasileiro. Isto porque a Procuradoria de Justiça Desportiva de Futebol da Bahia ofereceu denúncia contra o clube por conduta e manifestação discriminatória em razão da orientação sexual e identidade de gênero.

A ação foi provocada pela torcida LGBTricolor, que encaminhou denúncia ao STJD e TJD, ao tomar conhecimento do episódio de deboche com sua camisa durante o segundo clássico Ba-Vi da temporada 2020, ambos com suas equipes sub-23. O fato aconteceu no dia 1º de março, no Barradão.

Em vídeo que circula nas redes sociais, é possível ver a camisa da torcida LGBTricolor pendurada no alambrado da arquibancada de cabeça para baixo

Se for condenado pela conduta dos seus torcedores, o Leão será o primeiro time de futebol do Brasil punido por LGBTfobia. “A imagem é nítida, o vídeo não deixa dúvidas. Foi um ato completamente preconceituoso e direcionado a nós, não só como torcida, mas como comunidade LGBTI+. Estou confiante que essa ação não passará impune, diante das provas. Nós só queremos respeito e o direito de torcer em paz”, ressalta Onã Rudá, fundador da LGBTricolor.

O julgamento na 1ª Comissão Disciplinar do TJD acontecerá nessa quinta-feira (17/12), às 10h, excepcionalmente em sala virtual na plataforma zoom e será relatado pelo Dr. Gabriel Sales Faria Carneiro. Pessoas interessadas em participar do julgamento virtual podem solicitar acesso com até 8h antes de prazo através do email [email protected] e receberá o link para participar.

A conduta configura a infração enquadrada no artigo 243-G do Código Brasileiro de Justiça Desportiva e prevê sansões que vão de suspensão de jogos, perda de pontos, multa e outras. O árbitro da partida, Bruno Pereira Vasconcelos, também é alvo da denúncia do procurador Hermes Hilarião Teixeira Neto, por não registrar na súmula do jogo o acontecido, prejudicando a apresentação de uma eventual denúncia contra o EC Vitória.

 

 

Fonte: Aratu Online 

 

Redação CN