‘Eu não sou traíra, procurei o que era melhor para mim e para minha comunidade’, diz Zé Curuca


O vereador Zé Curuca explicou em entrevista ao Acorda Cidade na manhã de hoje (31), sobre o seu posicionamento de apoiar o vereador eleito Fernando Torres para a presidência da Câmara de Vereadores e sobre sua relação com o vereador Zé Carneiro. A princípio Zé Curuca era apoiador de Zé Carneiro e nos últimos dias, migrou para o lado de Fernando Torres, porque segundo ele, achou que era melhor para ele e para a sua comunidade.

Zé Carneiro desistiu de concorrer à reeleição da mesa diretiva ontem (30) e afirmou que estava magoado com a postura de Curuca. Já Zé Curuca, relatou ao Acorda Cidade que considera o atual presidente da câmara como um amigo, uma pessoa de bem, mas que a política é como as nuvens que podem mudar a qualquer momento.

Ele pontuou ainda que não declarou publicamente apoio a Zé Carneiro, não tirou fotos com ele, mas que optou por estar com Fernando Torres porque o mesmo teria lhe colocado em contato com o senador Otto Alencar, que lhe ajudou a conseguir cerca de 850 mil reais em emendas.

“Fui um dos primeiros a me aliar a Fernando Torres e entendo eu, que Fernando é um homem de bem, de palavra, foi vereador, foi deputado estadual, federal, com muitas emendas e secretário de estado. Eu acho justo que seria muito bom votar nele para presidente, busquei melhorias para mim e para minha comunidade. Além disso, o deputado federal José Nunes, que me ajudou na reeleição que foi muito difícil, me pediu para que eu votasse em Fernando como presidente da câmara. Na hora que eu mais precisei quem me ajudou foi Zé Nunes e eu não poderia negar o pedido dele. O que me fortaleceu ainda mais foi Fernando me levar até Otto. Política é que nem nuvem, os aliados de hoje são os inimigos da amanhã e os inimigos de amanhã são os aliados de hoje. E hoje eu sou aliado de Fernando, uma pessoa de bem, me trata bem, trata minha família vem, vai mudar a câmara, formar uma equipe boa e todos vão ganhar com isso”, comentou.

O vereador Zé Carneiro que também participou do Programa Acorda Cidade na manhã desta quinta-feira (31), e esteve ao vivo no estúdio da Rádio Sociedade News FM, questionado pelo âncora Dilton Coutinho, se já havia perdoado Zé Curuca, ironizou a fala do colega.

“Eu quase choro, saíram lágrimas dos meus olhos, eu sou muito sensível. Eu não vou polemizar e eu não sou de criar factoide com essas coisas. Eu não guardo mágoa e isso vai passar. Desejo a Zé Curuca que ele seja feliz”, frisou.

Curuca encerrou a sua participação no Acorda Cidade agradecendo a Zé Carneiro pelas palavras dirigidas a ele e salientou que ambos só tem a crescer juntos.

“Quem sabe em 2022 não estaremos juntos. Todos nós juntos para votar em você. A gente não pode é perder a amizade”, concluiu.

Redação CN