CoronaVac é segura e induz resposta imune em adolescentes e crianças, diz estudo chinês

Um estudo científico publicado na segunda-feira (28/6) na revista científica internacional Lancet mostrou que a Coronavac é segura e capaz de gerar resposta imune em crianças e adolescentes de 3 a 17 anos. Os resultados do composto desenvolvido pelo Instituto Butantan em parceria com a Sinovac foram obtidos por meio de ensaios clínicos com 552 participantes entre outubro e dezembro de 2020, realizado na província de Hebei, China.

A taxa de soroconversão de anticorpos neutralizantes, ou seja, a quantidade da produção de anticorpos contra o do coronavírus, foi superior a 96% após 28 dias da segunda dose em crianças e adolescentes. Os dados indicam segurança na imunização após a vacina, o que pode abrir caminho para a vacinação dos brasileiros menores de idade.

Segundo o Butantan, as reações adversas observadas foram de grau 1 e 2, ou seja, de leve a moderada. Apenas 1% dos voluntários apresentou reação adversa de grau 3. A maioria das reações adversas ocorreu em sete dias após a vacinação e os participantes se recuperaram em até 48 horas. As reações mais comuns foram dor no local da aplicação (13%) e febre (5%).

Os dados relativos ao estudo de fases 1 e 2 da Coronavac em crianças e adolescentes já foram encaminhados pelo Instituto Butantan à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). A adoção do imunizante para a população brasileira com idade inferior a 18 anos cabe ao Ministério da Saúde.

O estudo foi conduzido por pesquisadores da Sinovac Biotech, do Centro de Controle e Prevenção de Doenças de Hebei, Institutos Nacionais de Controle de Alimentos e Medicamentos de Pequim, Centro de Controle e Prevenção de Doenças de Zanhuang e o Beijing Key Tech Statistics Technology.

 

Mande fotos e vídeos com os acontecimentos de seu bairro ou sua cidade para o nosso WhatsApp (75) 9 8123-9001 ou para nosso email [email protected]
Siga o site Coração Noticias  no Facebook, Twitter e no Instagram.
Fonte: Aratu On

Redação CN