Mulher vai ao hospital “orar”pelo marido internado e tenta matá-lo envenenado com chumbinho


Uma mulher de 37 anos, que não teve identidade revelada, foi presa temporariamente na manhã de quinta feira (07), em Parnamirim, no Rio Grande do Norte, suspeita de tentar matar o próprio marido por envenenamento. Segundo a investigação, ela deu chumbinho ao companheiro enquanto ele estava internado no hospital.

De acordo com investigações da Polícia Civil, horas depois de um almoço com a mulher, o marido dela precisou ser internado com quadro desconhecido e grave. Ele acabou entrando em coma.
Dias após a internação, a mulher da vítima fez uma visita ao hospital e em certo momento disse à equipe médica que precisava de privacidade para fazer uma oração. Foi durante esse período que os aparelhos que mantinham o homem vivo passaram a soar seus alarmes.
Devido à situação, a equipe médica identificou uma substância desconhecida na sonda que conduzia alimento para o paciente, encaminhando o material para a delegacia. A vítima, que estava apresentando melhora, teve quadro de saúde agravado.
Após laudo realizado no ITEP/RN (Instituto Técnico-Científico de Perícia do Rio Grande do Norte), foi identificado que a substância encontrada na sonda era de um inseticida de uso agrícola conhecido popularmente como chumbinho utilizado, de forma irregular, como raticida. O produto é clandestino e não possui registro na Anvisa.

A mulher foi conduzida para a DHPP (Delegacia Especializada em Homicídios e Proteção à Pessoa) de Parnamirim e encaminhada para o sistema prisional.

f7noticias

Redação CN