Cachorrinhos gêmeos que nasceram sem um olho e seriam sacrificados são adotados juntos


Roxy e Toulouse são dois cães da raça west highland white terrier, atualmente com dois anos. Durante a gestação, a mãe dos cachorrinhos gêmeos contraiu uma infecção bacteriana; a doença determinou uma má-formação e eles nasceram sem o olho esquerdo. Por pouco, os dois peludos escaparam da eutanásia, mas felizmente foram adotados.
Os dois filhotes foram considerados imperfeitos pelos criadores – sem valor comercial, como se uma vida pudesse ser avaliada pelo valor de troca que ela tem. Mas Roxy e Toulouse tiveram a sorte de encontrar Fanny Sannier, à época com 19 anos. A jovem, que vive na Bélgica, decidiu adotar a duplinha.
Fanny Sannier é uma jovem estudante da Universidade de Namur, que vive em Chimay, uma cidade belga pequena, mas famosa pelos queijos e cervejas produzidos há mais de 150 anos na Abadia de Scourmont.
No final de 2019, Fanny já vivia com o border collie Nouga e o gato SRD Caramel. Quando conheceu os cachorrinhos gêmeos, a jovem se apaixonou pela dupla e decidiu incorporá-los à família. A estudante disse ao tabloide inglês Metro que “foi um presente de Natal antecipado”.

A decisão da jovem belga foi tomada bem a tempo de impedir que os dois westies fossem sacrificados. Devido à falta do olho esquerdo, os cachorrinhos não encontrariam compradores – e o canil já tinha se decidido pela eutanásia.

Redação CN