‘Não me julguem pela capa’, declara enfermeira que viralizou ao beber e se aventurar pela cidade

No último fim de semana, vídeos protagonizados por uma mulher nas ruas de Feira de Santana, especialmente na região da Avenida Presidente Dutra e Avenida Senhor dos Passos, viralizaram nas redes sociais. Nas imagens ela aparece sob efeito de álcool, dançando coreografias inusitadas, fazendo acrobacias, abordando motoristas, motociclistas pelo trânsito, plantando bananeira e escalando carros.
A curiosidade de muita gente foi saber a identidade da mulher e o motivo do “porre” que fez muita gente, ficar preocupada, rir e também julgá-la pelo seu comportamento. Pois, eis que as mesmas redes sociais onde os vídeos foram espalhados, foram também os caminhos para encontrar a mulher aranha como alguns chamaram, ou a mulher elástica que pintou e bordou ao tomar umas doses a mais de bebida alcoólica.

Como dizem que em Feira todo mundo se conhece e tem aquele ditado clássico: “Não conheço, mas sei quem é”, logo a nossa personagem foi descoberta.

Trata-se de Daiana Oliveira, de 33 anos. Ela é enfermeira e contou ao Acorda Cidade tudo que rolou nessa aventura épica e etílica pela Princesa do Sertão.
“No último sábado estive em uma casa de show, em uma festa de um artista que eu admiro, e acabou que ingeri bebida alcoólica, um pouco a mais que o habitual, consumi vodka e energético. No final da festa aconteceram alguns eventos, acabei fazendo atividades físicas, brincando com o pessoal na saída da festa, entrei em alguns carros, e fizeram alguns vídeos meus que viralizaram. Foram vistos por muitas pessoas, eu não esperava essa repercussão. Eu não dormi porque eu tinha um compromisso no outro dia cedo, então, assim, mesmo bebendo eu estava consciente de tudo. Eu fiz manobras que exigem equilíbrio do corpo e uma pessoa que está fora do seu juízo total, não vai ter equilíbrio do corpo, não é? A pessoa que está muito bêbada não consegue fazer nem um quatro, imagine. Após o ocorrido eu recebi muitas mensagens, pessoas que não me conheciam, mensagens de apoio, mensagens perguntando como eu estava, se eu estava sozinha na festa, enfim, recebi muita mensagem mesmo de carinho das pessoas”, disse.

Daiana é uma pessoa muito ativa nas redes sociais, gosta de postar sua rotina de hábitos saudáveis, gosto pela natureza, leitura, viagens e ao viralizar com os seus vídeos inusitados, acabou também ganhando muitos seguidores. Segundo ela, a situação lhe trouxe aprendizados, gratidão a Deus por não ter ocorrido nada de grave. Para ela, nada do que passou vai mudar quem é, sua essência e os valores que tem.

“Deu tudo certo, graças a Deus, a lição que eu deixo é que a gente não pode julgar o outro pela capa. Não me julguem pelos vídeos, tentem me conhecer melhor para saber quem realmente eu sou, meu caráter, a profissional que eu sou. Eu sou enfermeira e sou enfermeira com todo o meu coração, fora ou dentro de um hospital. Eu acho que fazer o bem para as pessoas é primordial. Agradeço pelas palavras de carinho e pelo apoio. Recebi algumas críticas, filtrei todas, claro, porque a gente não pode viver em função do que o outro pensa. Não vou ficar abatida por esse motivo, porque eu na verdade sei quem eu sou, então isso pra mim é o mais importante”, comentou.
Daiana afirmou ainda que chegou em casa sã e salva. Um socorrista do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) passou, se sensibilizou com a situação e após conversar com ela, a levou para casa. Agora está se recuperando de toda a movimentação causada pelo episódio, aproveitando a fama na internet e guardando mais essa história. Afinal, como dizem os apreciadores da ‘malvada’, quem não bebe, não tem história para contar. E segue o baile.

Fonte Acorda cidade

redacao