Policiais salvam recém-nascida engasgada com leite materno

Uma bebê de apenas nove dias de vida que apresentou dificuldades de respirar após se engasgar com leite materno, na noite de domingo (21/11), em Salvador, foi salvo por equipes da 48ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/Sussuarana).

A mãe da recém-nascida chegou desesperada na sede da unidade, no bairro de Sussuarana, pedindo socorro com a filha nos braços. De imediato, o cabo Amorim realizou a manobra de Heimlich, técnica de primeiros socorros utilizada em casos de emergência por asfixia, com o apoio dos soldados Almeida e Giudice, conseguindo reanimar a criança.
Após a bebê voltar a respirar, uma viatura do Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu) avaliou a menina e constatou que ela estava bem. Em seguida, ela foi levada para a UPA de Santo Inácio para realizar uma nova avaliação médica e passa bem.
O cabo Amorim, pai de uma menina de 5 anos, além de ter o curso de primeiros socorros fez o curso de engasgo um pouco antes da filha nascer. Esse preparo foi essencial para salvar a criança.
“Quando a mãe da menina chegou pedindo os primeiros socorros para a recém-nascida, aumentou a responsabilidade porque ela era muito pequena. Eu chamei por Deus o tempo todo e senti uma alegria imensa quando ela respondeu aos procedimentos”, revela o policial.
“Fico muito feliz da comunidade ter a sede da unidade como referência. A recém-nascida estava roxa quando chegou e habilmente o cabo Amorim fez a manobra e conseguiu reanimá-la. Foi um trabalho de equipe que envolveu outros PMs da unidade para salvá-la. Quando o médico chegou, disse que a menina estava bem e parabenizou a todos pelo primeiro atendimento”, comenta o comandante da 48ª CIPM, major Luciano.
Berimbau Noticias

Redação CN