Retrato do abandono no município de Pedrão

A população pede socorro pelo descaso em que se encontra o município. Vereadores fazem várias denúncias

Com onze meses do seu segundo mandato de prefeito de Pedrão , Sosthenes Campos (Galego da Saúde – PSD) coleciona uma enxurrada de críticas em sua gestão. Moradores e vereadores alertam sobre a situação do município, que parece que ficou parada no tempo.
“Com uma gestão desastrosa, o prefeito parece que lavou as mãos e não se interessa por mais nada. Prova disso é a situação precária em que se encontram alguns prédios públicos. A cidade é o retrato do descaso com os espaços públicos abandonados, praças sem nenhum tipo de manutenção, postos de saúde sem condições de promover atendimento, estradas vicinais sem manutenção, escolas abandonadas e muitos outros problemas”, cobra os vereadores.
Um dos espaços abandonados pelo prefeito e que provoca indignação da população é o Posto de saúde da Aboboreira . Uma grande estrutura para receber pessoas em estado de vulnerabilidade em busca de atendimento está completamente abandonado. O local, que deveria servir para acolher a comunidade, esta abandonada pelo poder publico .


Uma praça na comunidade do Sapé que foi construída na época da eleição em completa situação de abandono. Na Praça o mato e os postes sem braços de iluminação chamam a atenção pelo falta de ação pela prefeitura.
Outra obra que chama a atenção e virou sinônimo de bronca dos moradores e a escola da comunidade da Aboboreira. O curioso é que a vereador denunciou que os cimentos estão se perdendo e ficando duro , conforme denuncia do vereador Guito da Galinha .

                                   
Os moradores também reclamam do estado de abandono da iluminação pública, que apresenta várias lâmpadas queimadas nas ruas. Outro morador reclama do estado de abandono da Praça Henrique Brito , que esta totalmente as escuras . Já outro, reclama das estradas da ladeira grande sem condições de trafegar, que também precisa de atenção da prefeitura para ofertar mais serviços aos moradores. “Estamos pedindo socorro. Recursos à prefeitura têm, mas falta empenho e vontade de trabalhar “, reclama um morador. Pedrão hoje é o verdadeiro retrato do abandono.

Redação CN