“Não me estuprou”: Dayane Mello nega que houve estupro em cenas com Nego do Borel em A Fazenda 13


Depois da segunda festa da temporada do reallity, Dayane Mello e Nego do Borel dormiram na mesma cama. Em vídeos do Playplus compartilhados nas redes sociais, é possível ver que a modelo estava alterada pela bebida e houve movimentação nos lençóis. Peões tentaram afastá-los e até tirar Day da cama, mas ela retornou.
Em um dos momentos, MC Gui questionou se ela estava bem. “Ô Day, você está bem? Tem certeza que você quer ficar aí? Você quer ir para a sua cama ou ficar aí. […] Papo sério, se ela não responder, você sai, Nego”, fala o funkeito. Neste momento, Nego se irrita e rebate: “você quer ficar aqui, irmão?”
Solange Gomes também interviu na situação. “Day, vai para a sua cama. […] Nego, vai dar problema”, alertou a ex-banheira do Gugu. “Ela tá totalmente bêbada.” Mileide Mihaile arrastou Dayane pelos pés, tentando levá-la para a cama da peoa. Mas a modelo sai e acaba voltando para a cama em que Nego do Borel está deitado.
De volta a vida aqui fora, depois do encontro entre Dayane Mello e Nego do Borel, a ex-peoa de ‘A Fazenda 13’ se pronunciou nas redes sociais e disse que o cantor não a estuprou ou a abusou sexualmente. Em texto publicado nos stories do Instagram, Day disse que revisitou as cenas e conversou com uma psicóloga para se posicionar. “Não vou fazer uma pessoa passar por algo que não é”, disse nos stories.
No texto, ela diz que refletiu sobre os eventos que passou com Nego no reality. “Depois de refletir, avaliar e reavaliar os eventos, conversar com psicóloga e pessoas do meu entorno, cheguei à conclusão de que muito embora a conduta dele não tenha sido a mais prudente possível na situação, ele não cometeu abuso sexual contra mim, não me estuprou”, disse.
“Sei que esse assunto acende os ânimos das pessoas, por envolver algo muito sério. Sei também que milhares de mulheres sofrem abuso sexual anualmente no Brasil e sei também que tudo sempre deve ser feito para evitar que esta triste realidade permaneça. Até por isso não poderia deixar de falar da conclusão à qual cheguei, visto que não seria justo que a conduta dele, por mais imprudente que tenha sido, seja vista como criminosa”, disse.
Ela então diz que segue junto a mulheres vítimas na busca de “soluções para situações de violência e abuso e que sejam tratadas com toda a seriedade necessária”. Em vídeo, ela explica que o posicionamento se deu após se chatear ao ver que culparam Nego por algo que para ela, não aconteceu. “Por mais que as mulheres queiram que eu seja porta-voz de um estupro, não vou ser porta-voz de algo que não ocorreu”, disse.
Gente IG

Redação CN