Homem que matou namorada adolescente a facadas é condenado a mais de 24 anos de prisão

O homem acusado de matar a namorada a facadas na cidade de Vereda, no sul da Bahia, foi condenado a 24 anos e cinco meses de prisão pelo crime de feminicídio. Segundo o Ministério Público da Bahia (MP-BA), o julgamento aconteceu nesta segunda-feira (8/5), na comarca de Itanhém, pouco mais de um ano após o crime.
O caso aconteceu no dia 18 de janeiro de 2022, dentro da casa da vítima. Na ocasião, Amanda Santarosa, de 16 anos, foi esfaqueada diversas vezes por Gabriel Costa dos Santos e não resistiu aos ferimentos.
A vítima foi encontrada por vizinhos que ouviram os gritos por socorro. Gabriel fugiu do local e só se apresentou à polícia dois dias depois, em 20 de janeiro. Ele foi ouvido e liberado, pois não houve flagrante.
Na época, a defesa do réu, informou que a situação tratou-se de uma “fatalidade após uma briga”, que Gabriel estava “arrependido do crime” e que se “colocou à disposição da polícia e da Justiça”.
O jovem foi preso em 28 de janeiro, na delegacia de Teixeira de Freitas, município que fica na mesma região do estado, após ter a prisão decretada pela Justiça.
Ameaças
Segundo o Ministério Público, a vítima reclamava com a mãe sobre o relacionamento e dizia que o namorado era ciumento. Gabriel teria impedido Amanda de ter amigos e não gostava quando ela saia sozinha.
Além disso, Amanda teria tentado terminar o relacionamento algumas vezes, mas sofria ameaças. O condenado por feminicídio teria dito que se ela “saísse dele”, seria morta.
A vítima e o condenado namoravam há cerca de quatro anos quando o crime aconteceu. O relacionamento teria começado quando Amanda tinha 12 anos.

redacao