Com salários atrasados, trabalhadores da área da saúde realizam manifestação na Câmara de Feira de Santana

Segundo eles, as empresas teriam até o quinto dia útil para efetuar o pagamento.

Os funcionários da área da saúde de Feira de Santana, realizaram uma manifestação em frente a Câmara de Vereadores na manhã desta terça-feira (21). Segundo eles, os salários estão atrasados e não há informações de previsão para pagamento.

Em entrevista ao Acorda Cidade, a diretora do Sindicato dos Trabalhadores em Saúde do Estado da Bahia (SindSaúde), Dart Clair Cerqueira, informou que o pagamento dos salários não é feito há mais de quatro meses, assim como o piso salarial.

Manifestação

“O objetivo é mais uma vez, dar visibilidade aos atrasos de salários que esses trabalhadores vêm sofrendo. A Imaps foi retirada da gerência desse contrato e até o momento não pagou os salários atrasados. São quatro meses de salários atrasados. Contudo, o prefeito falava que os atrasos ocorriam devido à Imaps. Mas, as novas empresas que entraram, a IGM e a INSV, também já estão atrasando os salários. Era para ser pago até o quinto dia útil, até o momento não foi pago, então os direitos trabalhistas desses trabalhadores que romperam o contrato com a Imaps, até o momento, não houve nenhum retorno. O piso salarial é um outro problema, porque o dinheiro está na conta, o governo federal repassou o recurso e até o momento, nada de piso salarial na conta dos profissionais de enfermagem. Eu estou aqui dando um apoio a esses profissionais que têm sofrido com essa prefeitura, com a Secretaria de Saúde, que não cumpre com o seu papel, que é pagar e valorizar os trabalhadores da saúde”, afirmou.

Manifestação

De acordo com Dar Clair Cerqueira, os funcionários da policlínica do distrito de Humildes, são os mais prejudicados.

Manifestação

“Tem funcionários de outras unidades também, mas a de Humildes é a que tem sofrido mais, porque os trabalhadores ainda não receberam nada. A empresa não dá nenhum retorno. Diz que não tem previsão de pagamento, então a gente não sabe o que está acontecendo, nem a secretária de saúde dá uma posição, nem a própria empresa dá uma posição de quando será pago. Eu já tive uma reunião com ela [secretária de Saúde] no mês passado para cobrar a questão do piso salarial desses profissionais, mas ela não tinha uma posição, também não falou nem de quando seria pago, nem de que forma seria pago”, declarou.

Manifestação

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) informa que a IMAPS recebeu o valor de R$14 milhões no mês de outubro e ficou de quitar os pagamentos que estariam atrasados e as indenizações.

A Procuradoria do município tem tido audiências constantes para resolver essa demanda e assegurar que nenhum trabalhador seja prejudicado.

É válido destacar que com a mudança na gestão da unidade nenhum funcionário foi desligado. A nova empresa, IGM, assumiu o local no dia 13 de outubro e deverá realizar o pagamento nos próximos dias.

 

 

 

Mande fotos e vídeos com os acontecimentos de seu bairro ou sua cidade para o nosso WhatsApp (75) 9 8881-2277 Nos insira nos seus grupos

Fonte: Acorda Cidade

redacao